A DECO, juntamente com uma Coligação de ONGs, alerta que a crescente adesão aos créditos de consumo de baixo valor apresenta um maior risco de sobre-endividamento para os consumidores, especialmente os mais vulneráveis. Preparou-se uma ficha técnica para apoiar a decisão de avaliação, antes de aderir a um crédito de baixo valor.

 

O cr√©dito ao consumo continua a ser um produto muito importante para os consumidores, para permitir efetuar uma compra ou at√© pagar uma despesa imprevista. No entanto, os cr√©ditos de valores mais baixos podem trazer muitos riscos para os consumidores, em especial os mais vulner√°veis. √Č, por isso, essencial que haja crit√©rios rigorosos para a avalia√ß√£o de solvabilidade na sua concess√£o.

 

O que saber antes de contratar um crédito de baixo valor?

√Č muito importante que se avalie a capacidade do consumidor em pagar as presta√ß√Ķes, de modo a ajust√°-las ao seu or√ßamento familiar.

 

Um crédito acima das capacidades do consumidor deixa de ser, por isso, benéfico, podendo conduzir a uma rutura no orçamento em vez de o equilibrar. Por esta razão, a avaliação da solvabilidade é crucial para evitar os riscos de sobre-endividamento.

 

Recomenda√ß√Ķes gerais para avaliar a solvabilidade do cr√©dito

Desde 2021 que a DECO integra uma vasta coliga√ß√£o de Organiza√ß√Ķes N√£o-Governamentais da Sociedade Civil que visa contribuir para que a revis√£o da Diretiva de cr√©ditos aos consumidores tenha um elevado grau de prote√ß√£o dos interesses dos consumidores. A Coliga√ß√£o preparou uma ficha t√©cnica (traduzida agora para portugu√™s) que apresenta um conjunto de recomenda√ß√Ķes, resultantes da revis√£o da Diretiva de cr√©dito aos consumidores,¬† para que se avalie a solvabilidade no que respeita a cr√©ditos de baixo valor.

 


A revisão da Diretiva de crédito aos consumidores deve beneficiar os direitos dos consumidores

A revis√£o da Diretiva do cr√©dito aos consumidores, a ser discutida presentemente, est√° focada precisamente na aplica√ß√£o de requisitos de avalia√ß√£o de solvabilidade para os cr√©ditos de baixo valor. Embora estes cr√©ditos sejam apontados como de baixo risco, a verdade √© que do ponto de vista dos interesses econ√≥micos dos consumidores existem perigos reais. Nesse sentido, esta ficha t√©cnica visa responder a algumas destas preocupa√ß√Ķes, apresentando caminhos para que a avalia√ß√£o da solvabilidade, antes da concess√£o dos cr√©ditos, seja efetivamente rigorosa, inclusivamente no que respeita a esses cr√©ditos de montante mais baixo.

 

A DECO continuar√° a acompanhar a revis√£o da Diretiva para assegurar que a prote√ß√£o dos interesses dos consumidores seja integrada nos diferentes temas que a comp√Ķem, a fim de trazer maior seguran√ßa e confian√ßa na concess√£o de cr√©ditos aos consumidores.

 

Precisa de apoio para avaliar a sua capacidade de endividamento? A DECO pode apoi√°-lo!

S√£o v√°rios os consumidores que contactam o Gabinete de Prote√ß√£o Financeira da DECO com d√ļvidas relacionadas com a gest√£o do or√ßamento familiar de modo a garantir o cumprimento dos cr√©ditos de baixo valor.

 

Se necessitar de apoio da DECO, não hesite, contacte-nos através da nossa linha de contacto (+351) 213 710 238, por email para o endereço gas@deco.pt ou diretamente no nosso portal.